O sujeito “cognitivo” e o sujeito “operante”: Implicações clínicas

4
O ser humano pode ser estudado de inúmeras perspectivas no contexto da Psicologia. É comum nos depararmos com expressões que representam tais perspectivas utilizando...

O que é TCR?

0
Tenho observado que a maioria das pessoas conhecem apenas a Terapia Cognitivo Comportamental (TCC), que foca nos pensamentos e cognições e, assim, desconhecem a...

A utilização de termos técnicos pelo clínico analítico-comportamental

2
Observa-se, através do contato com diferentes terapeutas analítico-comportamentais, uma certa controvérsia em relação a utilização ou não de termos técnicos no contexto de atendimento...

A importância da empatia: o sentir com o outro

0
Atendo há pouco mais de dois anos um cliente*, adulto, com diagnóstico de Transtorno Distímico. A Distimia é uma depressão leve crônica, caracterizada por...

O impacto do engajamento do terapeuta na manutenção da terapia

0
Este artigo se propõe, de maneira prática, a analisar um conjunto de comportamentos específicos do terapeuta em sessão que, de modo geral, favorecem a...

A assertividade do terapeuta na relação com o cliente

0
O material disponível na literatura clínica envolvendo o campo das habilidades sociais é vasto (Caballo, 2003, Del Prette & Del Prette, 2005, 2008, 2010),...

Deslocamento do Sintoma: uma interpretação analítico-comportamental

0
Uma crítica comum feita às terapias analítico-comportamentais se refere à superficialidade de suas intervenções. Diz-se que, ao lidar apenas com os sintomas, deixa-se de...

Desculpe o transtorno, preciso falar do autoconhecimento

1
Perguntas como “O que você fez ontem?”, “O que está fazendo?”, “O que fará amanhã?”, “Como você se sente?”, “O que pensa sobre isso?”...

Tarefas de casa em psicoterapia

0
Um processo de psicoterapia busca promover mudanças ou habilidades no repertório comportamental do cliente que possam ser úteis na lida com determinadas situações de...

Considerações sobre o Transtorno de Ansiedade Social: Uma Análise Comportamental

0
        Ao nos confrontarmos com uma situação social nova ou importante, como apresentar um trabalho em público, dar uma palestra, conduzir uma reunião de...

Autismo e Comorbidades: Síndrome do X Frágil

0
Com este artigo vou dar início a uma sequência de publicações sobre alguns transtornos, síndromes e distúrbios que comumente ocorrem junto com o diagnóstico...

Mitos sobre suicídio #1: “Quem quer mesmo se matar não dá sinais prévios”

1
O tema suicídio ainda é um tabu devido a várias questões – principalmente por aquelas de teor moral e ético. Por ser um tabu,...

Dois na gangorra

0
Dois na gangorra Entendimento de contextos da conjugalidade   Quando um casal começa o relacionamento tudo tende a ser mágico, maravilhoso, como um verdadeiro conto de fadas....

Etapas do Acompanhamento Terapêutico.

2
O acompanhamento terapêutico (AT) é uma modalidade de intervenção em ambiente natural que visa desenvolver e/ou aprimorar repertórios e habilidades de comportamentos básicos em...

Autismo: A importância das pistas visuais

0
Temos visto claramente em nossa prática e muitos estudos (Finkel e Williams, 2001; Krantz e McClannahan, 1998; Shabani, Katz, Wilder e Beauchamp, 2002) comprovam...

Estabelecimento de limites e suas implicações

0
Se fizéssemos uma enquete com os pais sobre o que é dar limites aos filhos, certamente as respostas seriam as mais variadas. Uns diriam...

O livro “Filhos Adultos Mimados, Pais Negligenciados” e alguns conceitos subjacentes à Análise do...

0
Está nas livrarias um livro muito interessante, lançado em 2015, pela filósofa e educadora Tania Zagury. Autora de publicações anteriores sobre a relação entre...

O conceito de liberdade favorecendo o autoconhecimento na clínica analítico comportamental

0
Quando se discute liberdade acerca da Análise do Comportamento podemos dizer que vemos essa definição de uma maneira diferente de como é apresentado pelo...

02 de Abril – Dia Mundial da Conscientização do Autismo

0
Em 2007 a Organização das Nações Unidas criou o Dia Mundial da Conscientização do Autismo: 02 de abril. Para muitas pessoas esta data pode...

Orientação de pais: a história dos “pais legais”

0
Júlia é uma criança de 6 anos. Seus pais a trazem para terapia pois “ela está impossível”. Relatam que ela não segue nenhuma regra e que qualquer pedido tem que ser repetido diversas vezes. Mesmo com as explicações constantes por parte dos pais, Júlia não cumpre atividades diárias da forma combinada e sempre quer fazer do seu jeito. “É muito difícil convencê-la a fazer qualquer coisa”, dizem os pais. Como poderia ser conduzida uma orientação de pais neste caso?

Obstáculos comuns na Psicoterapia de Casal Comportamental

0
A Psicoterapia de casal comportamental pode ajudar os casais que buscam terapia de diversas maneiras, como, por exemplo, desenvolvendo no casal repertório de resoluções...

Lidando com a ansiedade… Um caminho de autoconhecimento e aceitação

1
No dia a dia dos consultórios de Psicologia, os profissionais se deparam com as mais variadas queixas e demandas de pacientes, muitas das vezes...

Os limites da autorevelação no setting clínico.

0
A relação terapêutica é a base para estabelecer um ambiente propício a mudanças, no qual o cliente sinta-se à vontade para se expor. Para...

Quem espera sempre alcança… Será?

0
A passagem do tempo pode não ser um fator que explique, sozinho, todos os casos em que obtemos o que desejamos ou que precisamos. Podemos...

Luto: Quando ouvi que meu filho era Autista, o chão se abriu sob os...

0
O casal planeja ter um filho, já sabe até que nome ele terá, espera o momento ideal na vida de cada um, assim que...

SIGA-NOS

99,174FãsCurtir
18,652SeguidoresSeguir
2,093SeguidoresSeguir

MAIS RECENTES

MAIS LIDAS

Constelações familiares: técnica de Psicologia?

25
Esta semana um programa de TV de grande audiência divulgou a utilização da chamada Constelação Familiar pela Justiça Brasileira. A técnica foi apresentada como...