O PROJETO GLOBAL VIVA COM CONSCIÊNCIA, CORAGEM E AMOR

1

Você sabia que há um projeto fundado por Mavis Tsai com o intuito de trazer o impacto da Psicoterapia Analítica Funcional (FAP) para o público geral ao redor do mundo? E que há líderes brasileiros participando do projeto e disseminando esse trabalho em grupos? É sobre isso que esse artigo irá tratar.

***Os materiais utilizados para esse artigo foram os elaborados por Mavis Tsai para a divulgação do Projeto. E a cuidadosa revisão também foi feita por ela! Agradeço à querida Mavis por ter autorizado e revisado, gentilmente, a elaboração dessa publicação.***

Os encontros Viva com Consciência, Coragem e Amor foram criados por Mavis Tsai com a visão de criar comunidades para promover conexão interpessoal, trazendo os conceitos da FAP (Tsai, M. & Kohlenberg, R. – Universidade de Washington), a qual possui princípios empiricamente comprovados sobre o poder das interações autênticas no momento presente. É composto de pessoas que buscam aprofundar as conexões interpessoais na tentativa de promover uma vida mais verdadeira e duradoura. Os dados mais recentes indicam a participação e o desenvolvimento de encontros em 92 cidades, 26 países e seis continentes.

Imagem: Mapa ACL no mundo. Retirado do Google.

O modelo ACL nos encontros

Há alguns artigos no Comporte-se (aqui e aqui) que apresentam o Modelo ACL (Awareness, Courage and Love – Consciência, Coragem e Amor). Para uma leitura mais aprofundada, sugiro a leitura deles. De forma geral, o Modelo ACL foi desenvolvido com o objetivo de analisar a relação terapêutica, baseada não somente análise dos comportamentos do cliente, mas num modelo experiencial de viver uma relação consciente, corajosa e amorosa, no momento presente. Desse modo, a proposta do Projeto é promover esse modelo nas relações interpessoais entre os participantes dos encontros e, também, usar as ferramentas aprendidas com pessoas próximas e íntimas do convívio. O Modelo ACL é explicado nos encontros, sugerindo a maneira ideal a ser adotada e aplicada. E esse modelo deve ser aplicado a você mesmo e ao outro com quem você se relaciona, como mostrarei a seguir.

Awareness – Consciência

Consciência com você: a consciência significa estar consciente e aberto emocionalmente, permitindo que todos os sentimentos que você esteja experienciando sejam percebidos, sejam eles positivos ou negativos. Com curiosidade e gentileza, faz parte do estar consciente concordar profundamente com o que quer que esteja em seu corpo e coração. Faz parte, também, perceber e assumir uma postura de entender a história que construiu suas reações emocionais no momento presente.

Consciência com o outro: trata-se de estar consciente (sempre com curiosidade e gentileza) dos sentimentos que o outro está experienciando (sejam positivos ou negativos também). Consiste em entender, também, a história do outro que construiu as reações emocionais dele/dela no aqui-agora.

Courage – Coragem

Com você mesmo: significa criar oportunidades para ser corajoso no momento, visualizando a versão mais ousada de você mesmo e vivendo fiel aos seus sentimentos. É buscar responder corajosamente à pergunta: como você pode fazer de hoje e dos momentos futuros os melhores, mais emocionantes e mais bonitos para você?

Com o outro: consiste em encorajar os outros a visualizarem a versão mais ousada deles mesmos e a viverem de forma verdadeira às suas paixões.

Love – Amor

Com você mesmo: é se permitir fazer uma pausa e ver o que é bonito em você mesmo, o que você gosta em você. É agir com autocuidado, observando o que acalma, rejuvenesce, recarrega ou dá prazer. Também, é ser amoroso com você deixar o amor do outro entrar.

Com o outro: significa comunicar ao outro o que você aprecia nele, reconhecendo os avanços dele/dela. É reconhecer e validar a experiência, a conexão e a alegria da outra pessoa.

Afinal, como o projeto acontece?

O treinamento de líderes

Líderes de diversas partes do mundo se juntam, no primeiro ou segundo domingo do mês, em encontros online de uma hora e meia com Mavis Tsai. A cada mês, um tema é pensado e elaborado por Mavis com a colaboração de pessoas que têm experiências para contribuir. Temas como Alimentando-se com Mindfulness e Gratidão, Vivendo Sentimentos de Fim de Ano, Conectando-nos com nosso frágil planeta, Explorando a Comunicação Não-verbal, Criando Relações Extraordinárias são alguns exemplos dos meses anteriores.

Os treinamentos são gratuitos e experienciais, focados em exercícios que promovem aumento da conexão consigo mesmo e com os outros, presença no aqui-agora, expressões de vulnerabilidades, escuta ativa e profunda e gentileza consigo mesmo e com os outros. Os líderes são treinados para facilitarem um espaço de troca que se adeque ao Modelo ACL. É um ambiente muito acolhedor e todos os integrantes fazem o melhor possível para você se sentir bem recebido!

Os encontros para o público

Após os treinamentos online, os líderes podem começar a promover o que aprenderam levando o modelo dos encontros ACL para seus amigos, família, colegas de profissão, clientes, ou para algum grupo específico usando os protocolos elaborados por Mavis. Se o objetivo é atingir o público geral, é possível promover os encontros através das mídias sociais ou pelo meetup.com (nesse ultimo há uma pequena taxa trimestral de administração do site). Um dado importante: os encontros ACL não são terapia em grupo, mas espaços em que se oportunizam a conexão interpessoal autêntica e genuína, por meio dos temas de cada mês.

Nos encontros, são explicadas as diretrizes, o Modelo ACL e um Termo de Acordos Compartilhados para participar do grupo.

E no Brasil, onde acontece?

No Brasil, há atualmente 12 líderes participando dos treinamentos, distribuídos nas cidades de Bauru – SP, Belo Horizonte – MG, Brasília – DF, Guarujá – SP, Rio de Janeiro – RJ, Salvador – BA, São Paulo – SP, Fortaleza – CE, Cuiabá – MT, Curitiba – PR, Pelotas – RS, Vitória – ES. Para saber sobre as datas dos eventos, vale a pena seguir as notícias pelo Facebook curtindo a página https://www.facebook.com/livewithACL/ ou no site https://www.livewithacl.org/.

A comunicação entre os líderes ACL acontece no Facebook em um grupo fechado.

Como se tornar um líder ACL?

Não é um pré-requisito ser um profissional de saúde mental para ser um líder. É muito importante, por outro lado, que sejam pessoas com habilidades interpessoais, empatia, compaixão e desejo por aprender, crescer e se conectar em relações pessoais. Um e-mail pode ser diretamente enviado à Mavis Tsai (e-mail abaixo) demonstrando o interesse em participar. Mais informações e um questionário são enviados. O questionário deve ser respondido será analisado por Mavis. A comunicação e os treinamentos acontecem em inglês.

Finalizo com algumas palavras de Mavis Tsai sobre esse artigo e sobre o Projeto para os leitores do Comporte-se:

“Os colegas brasileiros que valorizam a FAP e o ACL têm um lugar especial em meu coração e no de Robert Kohlenberg. A primeira tradução internacional de nosso livro de 1991 foi em Português, e há mais líderes ACL no Brasil que em qualquer outro país fora dos Estados Unidos! Eu gostaria de estender a minha mais profunda gratidão à Gabriela Martim por escrever esse artigo e a todos os líderes brasileiros por ajudarem a espalhar o ACL. Nossa missão é cultivar e nutrir uma rede mundial de pessoas, de corações abertos, que buscam mudanças e que se esforçam para enfrentar os desafios da vida por meio de conexões interpessoais profundas, para viverem cada vez mais fiéis a si mesmas. Por favor, participe deste projeto enviando um e-mail para mavist@gmail.com para mais informações sobre como participar!” (tradução minha) – Mavis Tsai

5 1 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
1 Comentário
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Marilena
Marilena
1 ano atrás

Muito interessante!!;!