ABPMC publica carta aberta

0

A Associação Brasileira de Psicologia e Medicina Comportamental (ABPMC) publicou uma carta aberta a respeito do recém encerrado XXVI Encontro, que aconteceu na cidade de Bauru, interior de São Paulo.

Lemos no início do texto: “Nós, da diretoria da Associação Brasileira de Psicologia e Medicina Comportamental (ABPMC), gestão 2017-2018, gostaríamos de compartilhar com a comunidade alguns acontecimentos do XXVI Encontro Brasileiro, realizado em Bauru (SP), entre 6 e 10 de setembro”. A entidade esclarece mais adiante: “Durante o evento, algumas pessoas levantaram questões nas redes sociais sobre o uso do espaço público para a realização de um evento pago. Sempre estivemos abertos ao debate e não foi diferente frente a uma discussão tão relevante quanto essa. Para tanto, realizamos um fórum no auditório principal aberto a toda a comunidade sobre o uso do espaço público da UNESP, onde estiveram presentes um membro da diretoria e um da comissão de organização local. Lá ouvimos os estudantes e contamos para eles o quanto fomos cuidadosos nessas questões que consideramos delicadas e importantes. De fato, esta é uma questão muito bem colocada e que precisa ser pensada seriamente para os próximos encontros. Durante todo o evento tentamos refletir sobre essas questões, mas percebemos, em face dos acontecimentos, que essas reflexões não foram suficientes ainda para dar conta dessa questão tão relevante”. Depois de ser debatido no “fórum público” o tema foi levado “como sugestão de pauta para a Assembleia da Associação” e debatido. Após o debate houve a votação da proposta, “que consistia em liberar todas as salas para a comunidade em geral no domingo de manhã”. O resultado do pleito foi “11 votos a favor, 9 abstenções e 36 votos contra a abertura das salas no domingo”. Continua a carta “a reivindicação para a abertura das salas indica a necessidade de mais acessibilidade, mas uma breve pesquisa pela história dos eventos da ABPMC pode comprovar o quanto de acessibilidade vem se produzindo ao longo dos anos”.

A carta completa está disponível na página do Facebook da ABPMC.

COMENTE VIA FACEBOOK

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here