Geneticista Eli Vieira chama Behaviorismo Radical de Pseudociência, mas assume não tê-lo estudado

0

O geneticista Eli Vieira, que ficou famoso em 2013 À partir da publicação de um vídeo em resposta às afirmações do Pastor Silas Malafaia sobre a homossexualidade, divulgou em seu facebook uma lista que chamou de “Pseudociência no Brasil de A a Z”. Nela, enumerou diversas áreas que, em sua avaliação, são “pseudocientíficas”. Entre elas, ao lado de criacionismo, numerologia, design inteligente e outras, incluiu o Behaviorismo Skinneriano.

Imagem-Fonte: fotografia da página de Eli Vieira
Imagem-Fonte: fotografia da página de Eli Vieira

Diversos Analistas do Comportamento reagiram ao comentário, questionando-o e comentando a afirmação no próprio post e também na comunidade de Análise do Comportamento no facebook.

Eli Vieira2 Eli3 Eli4

Com as respostas, o geneticista publicou uma nova nota em seu facebook assumindo ter fundamentado sua crítica em publicações de terceiros, como John Searle e de Daniel Dennett, e não em uma análise da proposta skinneriana – ou ao menos,em um estudo cuidadoso de textos da área. O conteúdo da nota explicita o desconhecimento do autor sobre a área quando afirma que “(…) a desculpa de que “é filosofia e nunca se pretendeu ciência” péssima. A filosofia não serve como gaveta para guardar o que não deu certo como ciência”, ignorando assim a diferença entre Behaviorismo Radical, Análise Experimental do Comportamento e Análise Aplicada do Comportamento. Confira em seu inteiro teor:

Eli5

A nota de esclarecimento publicada pelo geneticista suscitou ainda mais debates. Outros analistas do comportamento a comentaram no facebook do geneticista. Acompanhe a discussão clicando no botão abaixo.

Clique e Acesse

COMENTE VIA FACEBOOK

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here