Leitura: Dificuldades de aprendizagem na escrita e características emocionais de crianças

0

O estudo de Bartholomeu, Sisto e Rueda (2006) analisa  a influência de problemas emocionais (internalizantes e externalizantes) nos erros de escrita. Os resultados são muito interessantes e apontam a necessidade um olhar mais apurado para esta relação.

Leia o resumo: Este estudo analisou as relações entre os problemas emocionais e os erros na escrita de 88 alunos de segunda série do ensino fundamental de uma escola pública, por intermédio do desenho de figura humana e do instrumento Avaliação de Dificuldades na Aprendizagem da Escrita. Dentre os resultados, foram constatadas diferenças significativas pela prova Anova entre as médias do total de erros por palavras nos três grupos formados em função da intensidade de problemas emocionais. No entanto, a prova de Tukey indicou que as diferenças são justificadas pelos grupos um e três. Com relação ao gênero, a tendência encontrada não se manteve para as meninas. Também, os problemas emocionais mostraram-se associados com os erros na escrita. As crianças com problemas de aprendizagem apresentaram-se ansiosas e com pobre autoconceito, denotando sentimentos de inadequação e culpa relacionados a impulsos agressivos mal-elaborados, com preocupação pelos impulsos sexuais, dificuldades de comunicação e timidez.

Leia o texto completo: Acessar

COMENTE VIA FACEBOOK

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here