Aplicativo ajuda crianças com paralisia cerebral

0


No Brasil, milhões de pessoas não falam por causa de problemas que afetam as habilidades cognitivas ou motoras, como autismo, esclerose múltipla, sequelas de derrame cerebral (AVC) ou paralisia cerebral – caso de Clara, de 6 anos, vítima de complicações no parto. Graças à tecnologia, porém, ela pode se comunicar com a família e amigos, usando o aplicativo Livox – Liberdade em voz alta. 

Criada pelo analista de sistemas Carlos Pereira, pai de Clara, a ferramenta dá acesso a uma série de palavras e desenhos simples, que permitem expresser desejos e necessidades. É possível descrever emoções e sensações – “entediado”, “com dor”, “com fome” – ou indicar ações. Ao escolher “comer”, por exemplo, o aplicativo direciona para alternativas de comida. Pereira conta sobre um episódio em que a filha escolheu almoçar “espaguete à bolonhesa”e não coube em si de felicidade ao ver o prato chegar.


Fonte: Mente e Cérebro

COMENTE VIA FACEBOOK

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here