Breve Resumo do Desenvolvimento Histórico da Análise do Comportamento no Estado do Ceará

    0

    O primeiro curso de graduação em Psicologia no Ceará foi o curso da Universidade Federal do Ceará (UFC), vinculado ao Departamento de Ciências Sociais e Filosofia, no ano de 1974. No seu currículo inicial já constavam as disciplinas de Psicologia Experimental I e II.

    No início, o curso ainda carecia de uma melhor infra-estrutura e tinha poucos recursos financeiros para a contratação de professores. Em agosto de 1977, Lincoln da Silva Gimenes foi contratado como professor colaborador (na época os concursos estavam suspensos) e, com a abertura dos concursos no início de 1980, Lincoln foi concursado e contratado como professor do quadro permanente.


    Até o final do primeiro semestre de 1980, quando Lincoln pediu afastamento para fazer seu doutorado na Universidade de Chicago, as disciplinas de Psicologia Experimental I e II foram ensinadas, tanto na parte teórica quanto na prática, com base em uma adaptação do Personalized System of Instruction (PSI), proposto por Fred Keller.

    No mesmo ano de regresso de Lincoln à Fortaleza, em 1985, a professora Sandra Eli Bachiega foi contratada pela UFC, após concluir seu mestrado na UnB. A partir do ano seguinte, Sandra começou a dar supervisões na área clínica utilizando a terapia comportamental como modelo de intervenção clínica. Em 1987, o professor Lincoln se transferiu para a UnB.

    O segundo curso de psicologia na cidade de Fortaleza, sediado na Universidade de Fortaleza (UNIFOR), foi fundado no ano de 1984. As disciplinas relacionadas à Análise do comportamento naquele curso foram ministradas inicialmente pela professora Luzidéa, ex-aluna da UFC; e de 1987 a 1990 ficaram a cargo da professora Susana Kramer, que assumira as disciplinas na área de Psicologia Experimental.

    Foi nesse contexto que retornei à Fortaleza, em julho de 1990, após a conclusão do curso de graduação na PUC de Campinas (antes havia estudado dois semestres na UFC, no ano de 1983) e ainda cursando o curso de Mestrado em Psicologia clínica, na USP. Logo que entrei em contato com colegas sobre meu interesse em lecionar, fui convidado para assumir a disciplina de Psicologia experimental II na UNIFOR, dividindo as disciplinas da área com a professora Susana Kramer.

    Em 1992 foi formado o primeiro grupo de supervisão de estágio em terapia comportamental na UNIFOR, mas no ano seguinte me transferi para a UFC por meio de concurso público e, pouco tempo depois, a professora Susana também saiu da UNIFOR para lecionar na UFC disciplinas de outras áreas de conhecimento, de acordo com sua formação acadêmica e interesse pessoal.

    No curso de Psicologia da UFC passei a dividir com a professora Sandra Eli as atividades na área de Análise do comportamento até 2001, quando a mesma se aposentou. Enquanto isso, na UNIFOR, o professor João Jorge Raupp Gurgel ficou responsável pelas disciplinas de Psicologia experimental até 2009, quando teve que se afastar por problemas de saúde. Antes disso, os ex-alunos da UFC: Daniely Ildegardes Brito Tatmatsu e Antônio Maia Olsen do Vale tiveram grande participação no fomento do interesse dos alunos pela Análise do comportamento, após suas contratações como professores na UNIFOR.

    Após a saída de Maia e Daniely da UNIFOR, foram contratadas as professoras Fabiana Neiva Veloso Brasileiro e Denise de Lima Oliveira Vilas Boas, que continuam contribuindo para o crescimento da Análise do comportamento no curso de Psicologia cearense com o maior número de estudantes matriculados.


    OS ENCONTROS CEARENSES DE ANÁLISE DO COMPORTAMENTO

    O ano de 93 também marcou o início dos encontros regionais voltados especificamente para a discussão de questões relacionadas ao behaviorismo e à terapia comportamental. O I Encontro Cearense de Psicologia Comportamental (1) (ECPC) foi patrocinado pelo Departamento de Psicologia da UFC e, para um primeiro evento na área, os participantes foram basicamente os estudantes da UFC, em número não superior a 30 pessoas.

    Dando seguimento a tal evento, em 1994 ocorreu o II ECPC, com a presença do professor Hélio Guilhardi, da PUC de Campinas. O evento teve cerca de 70 participantes e foi um sucesso, incrementando o número de interessados em conhecer melhor a Análise do comportamento.

    No ano de 1995 quem participou como convidado do III ECPC foi o professor Roberto Alves Banaco, da PUC de São Paulo. Sua participação foi tão elogiada pelos participantes do evento que nos encorajou a convidá-lo mais uma vez para o IV ECPC, realizado em abril de 1996.

    O V ECPC, em 1997, foi mais uma vez patrocinado pelo Departamento de Psicologia, e contou com a presença da minha ex-supervisora de estágio na PUCCAMP, Diana Laloni, em 1997. Diana ministrou o curso: A Análise do Comportamento na Instituição de Saúde.

    No ano seguinte, o VI ECPC ocorreu concomitantemente a outro evento científico realizado pela Sociedade Cearense de Psiquiatria, a SOCEP, cujo organizador foi o psiquiatra Eugênio de Moura Campos. Eugênio foi um grande parceiro que nos ajudou em tudo que pôde para uma boa infra-estrutura necessária para a realização dos ECPCs. No VI ECPC, por exemplo, conseguiu espaço na programação telejornalística regional para que nossa convidada, Regina Wielenska, fosse entrevistada a respeito do evento.

    Os dois últimos ECPCs de uma sequência ininterrupta, desde 93, ocorreram em 2000 e 2001. Após este último evento, os (agora chamados de) Encontros Cearenses de Análise do comportamento (ECEACs) só foram retomados em 2005.


    A LIGA DO COMPORTAMENTO

    Em 2004 começaram os primeiros movimentos para a fundação da Liga do Comportamento da UFC, em um grupo de estudos coordenado pelo estudante e monitor da disciplina de Análise Experimental do Comportamento: Aécio de Borba Vasconcelos Neto. Dois anos depois, a Liga do Comportamento passou a ser configurada como um projeto de extensão do Departamento de Psicologia da UFC.

    A Liga foi agregando pessoas interessadas na área até chegar ao número de 25 participantes e fortaleceu a realização de grupos de estudos em Análise Experimental do Comportamento (GEBACs), que foram fundamentais para o recrutamento de novos membros e divulgação das propostas skinnerianas, entre os alunos que iniciavam o curso de Psicologia. Também atuou junto às organizações não-governamentais GAPA/CE (Grupo de Apoio de Prevenção à AIDS no Ceará) e RSP+ (Rede de Solidariedade Positiva), onde foram realizadas atividades de orientação e aconselhamento.

    Até onde os dados levantados sugerem, a Liga foi a primeira organização acadêmica do Norte-Nordeste a congregar, de forma articulada, um conjunto de interessados na divulgação e promoção da Análise do comportamento. Graças a ela foram retomados os ECEAC e a Análise do comportamento ganhou maior visibilidade acadêmica.


    OS CURSOS DE FORMAÇÃO EM ANÁLISE DO COMPORTAMENTO NO CEMP E   

                NA UNIFOR


    Além das atividades nas universidades, a Análise do comportamento no Ceará também ganhou força com dois cursos de formação em Análise do comportamento. O curso de formação em Terapia Analítico-comportamental, organizado pelo CEMP – Centro de Estudos em Psicologia; e o curso de formação organizado pela professora Denise de Lima Oliveira Vilas Boas, na UNIFOR em 2008. O primeiro deles, ao qual estive mais diretamente envolvido com o seu desenvolvimento, concluiu, ao todo, 5 turmas, e está realizando a 6ª turma, em curso no ano de 2012.

    O aprofundamento obtido nesses cursos de formação certamente se refletiu no número de aprovações de seus alunos em renomados programas de Pós-graduação na área de Análise do comportamento em São Paulo, Pará e Brasília, dentre outros.

    Enfim, nesses 38 anos aqui descritos, a Análise do comportamento surgiu e cresceu no estado do Ceará com muito esforço, plenamente recompensado com os resultados já obtidos e com as perspectivas futuras que vislumbramos.

    (1) Esta foi a primeira denominação dos Encontros Cearenses de Análise do Comportamento, que perdurou até 2001. 

    COMENTE VIA FACEBOOK

    DEIXE UM COMENTÁRIO

    Please enter your comment!
    Please enter your name here