Resumos: V Encontro Maringaense de Análise do Comportamento

0
UMA RELAÇÃO ENTRE AS CRÍTICAS DE MARX E DE SKINNER AO CAPITALISMO 
Natanael David Acevedo (marxskinner_uem@hotmail.com)
Carlos Eduardo Lopes (caedlopes@gmail.com)
 Universidade Estadual de Maringá

Esta pesquisa teve como objetivo analisar os problemas do capitalismo de acordo com a visão de Marx e a visão de Skinner. O filósofo alemão foi um árduo crítico desse sistema de produção, que propiciar a alienação e a exploração do trabalhador. Marx, nos textos estudados, elabora uma investigação das possibilidades históricas que levaram a humanidade a aderir a tal meio de vida, mostrando a degradação das relações sociais e as consequências de seguir nesse ritmo frenético de consumo. Skinner, em vários escritos, mostra como certas práticas culturais no capitalismo se tornaram danosas à própria existência do homem. Diz-nos o psicólogo norte-americano que as pessoas do mundo ocidental não são felizes por não fazer aquilo que gostariam. Assim, Skinner apresenta cinco práticas culturais que não salientam a característica fortalecedora do comportamento: a alienação do trabalhador, a ajuda àqueles que podem se ajudar, as leis, os conselhos e os prazeres. Tais práticas seriam, então, danosas por não fortalecer comportamentos favoráveis à sobrevivência humana. Tendo em vista que ambos os autores discorrem críticas severas ao modo de produção/vida capitalista, foi possível encontrar pontos de convergência entre tais teorias. O método utilizado para realizar a correlação foi o emprego de tabelas, onde constavam as principais críticas, em uma coluna, e a descrição de tais críticas, em outra coluna. Optou-se, a fim de preservar o campo de análise e correlação, não utilizar nenhum comentador, para ambas as teorias. Os resultados obtidos mostraram que existe um campo fértil de investigação, que deve chegar, em outro momento, à investigação ética das propostas de superação do sistema capitalista para os dois autores. No limite, a pesquisa se torna pertinente inclusive, para afirmar o compromisso social e ético tanto do projeto comunista de Marx, quanto do Behaviorismo Radical de Skinner.

COMENTE VIA FACEBOOK

DEIXE UM COMENTÁRIO

Please enter your comment!
Please enter your name here