Pronunciamento da Associação Brasileira de Psiquiatria sobre a tragédia no RJ

3
Como já deve ser de conhecimento da maioria, neste 7 de abril aconteceu uma tragédia no Rio de Janeiro. Passando-se por palestrante, um homem de 23 anos entrou em uma escola da rede municipal, no bairro do Realengo, e abriu fogo contra os alunos. Matou 11 crianças e suicidou-se em seguida (leia aqui).
Frente ao triste acontecimento, a ABP (Associação Brasileira de Psiquiatria) emitiu uma nota oficial prestando solidariedade e oferecendo auxílio médico às vítimas, além de se colocar à disposição das autoridades para prestar ajuda no que for necessário.
Veja a matéria completa no site da Policlínica de Neurociência e Psiquiatria.
0 0 vote
Article Rating
Subscribe
Notify of
guest
3 Comentários
Oldest
Newest Most Voted
Inline Feedbacks
View all comments
Fábio Matos
9 anos atrás

Wellington Menezes de Oliveira é mais um produto/vítima do controle coercitivo da nossa sociedade. Enquanto as denuncias feitas por teóricos como Skinner e Sidman forem negligenciadas, vez por outra catástrofes como esta irão emergir.Se Wellington é neurótico, psicótico ou perverso, não interessa. A comunidade e as instituições controladoras têm que se preocupar em arranjar contingências que possibilitem o surgimento de comportamentos incompatíveis com o que aconteceu na escola. O ocorrido no bairro do Realengo foi um dos produtos da deficiência das instituições em conferir aos cidadãos qualidade de vida biopsicosocial (uso esse rótulo como um atalho para me referir a… Read more »

Alessandra
9 anos atrás

Moro no Rio. Obrigada por divulgar, Aline. O site de vocês tem exercido um importante papel social também, divulgando estas coisas e o protesto do pessoal da ufpi. Você merece parabéns também pelo texto sobre o AA, pois ele tá mt bom

Fábio Matos
9 anos atrás

Comentário de um amigo: Assino embaixo! Estava eu tentando dar aula sobre o controle coercitivo nas instituições sociais pra turma de direito eé claro que tocaram nesse caso. Para variar o entendimento internalista do comportamento leva a conclusões insensatase, no mínimo, de cunho nazista. Palavras de ordem como “temos que eliminar essa escória” foi o tipo de coisas que ouvi.É muito conveniente pra elite convencer que nosso sistema social obedece a meritocracia, e que as dificuldades encontradaspelas classes mais baixas são devido as inaptidões das pessoas. Tanto Wellington quanto as crianças foram vítimas de uma sociedade exclusivamente punitiva, segregacionista e… Read more »