Aceitação e a janela da vida

1

Aceitação é uma palavra cheia de significados. Para a Terapia de Aceitação e Compromisso (ACT) é vivenciar plenamente uma experiência e escolher agir na direção de um valor. Isto significa ser da forma como é importante para cada um ser, com todas as experiências envolvidas. Geralmente, tais experiências são processos emocionais bem doloridos.
​Muitas vezes já me perguntei por que as pessoas não vivem como querem. Por que não paramos tudo e começamos a ser e fazer o que queremos? Sermos felizes? As respostas pensadas giravam em torno do mal-estar da civilização, vida em grupo e incompatibilidades por vivermos com outras pessoas, logo, não podemos fazer e ser o que queremos o tempo todo.
​Isto é sem dúvida uma grande besteira! É um lobo de esquiva experiencial com pele de ovelha antropológica.
Vamos lá, eis um exemplo explicativo: pense em como você quer ser, não abstratamente, mas agora. Agora, como você seria se pudesse ser exatamente como gostaria, como você é lá no fundo, em sua autenticidade, naquilo que verdadeiramente é importante para você? Veja o que você faria sendo assim, na situação em que você está exatamente neste instante. Visualize-se fazendo. Agora, faça!
​Talvez você tenha experimentado um certo desconforto. Observe seus pensamentos. Veja que uma série de justificativas podem surgir como: “Não, é que eu preciso… Tenho que… Agora não posso, porque…” Durante nossa vida, quantas vezes esses pensamentos surgem?
​Querido leitor, convido você a parar e, nos próximos minutos, somente um pouco, levante e seja como é importante para você ser. Faça o que é importante para você, agora, não daqui a pouco, exatamente agora, só por alguns instantes.
​Se você fizer, talvez sua cabeça não te deixe em paz. Pensamentos de dever e outras muitas coisas aparecem. Tudo bem. Talvez emoções, sentimentos de culpa, raiva, medo, tristeza venham à tona. Viver essas coisas pode parecer assustador, e é, mas também significa ir ao encontro do que chamamos de aceitação. Qualquer indisposição a viver essas experiências internas gera esquiva experiencial. É muito fácil perceber, é quando você volta a fazer aquilo que estava fazendo. A esquiva surge e a janela da vida se fecha.
​Fazer uma ação em direção ao valor no momento presente é uma pequena brincadeira para treinar ações rumo aos valores. O trabalho proposto pela ACT é extremamente mais amplo. São mudanças grandiosas de vida. Costuma acontecer envolvendo uma situação específica e progride para reais transformações de curso de vida. Envolve sempre enfrentamentos emocionais do pior tipo. É literalmente enfrentar os maiores medos, tristezas, raiva, solidão. Mas, em cada travessia, um novo horizonte desponta. Meu relato pessoal, de clientes, pessoas próximas, é de que nunca tínhamos nos sentido assim, repletos de felicidade, plenitude, realização e amor (mesclados com outros enfrentamentos emocionais igualmente assustadores). Por mais difícil que pareça ser, com certeza é uma vida viva e bela. Foi quando vi sonhos se realizarem.
​Por isso, prezado leitor, sugiro esta pequena experiência aqui e agora: de imaginar o que seria incrível e, por alguns instantes permitir-se abrir a janela da vida.
​Para quem se aventurou, poste sua experiência. Será um prazer olhar por sua janela!

Referências
Hayes, S. C. & Smith, S. (2005). Get out of your mind get & into your life (Saia da sua ​mente e entre na sua vida) Oakland, CA: New Harbinger Publications, Inc.
Hayes, S., Strosahl, K., & Wilson, K. (1999/2012). Acceptance and Commitment Therapy: an experiential approach to behavior change. Estados Unidos: The Guilford Press.
Saban, M. (2015). Introdução à Terapia de Aceitação e Compromisso. Belo Horizonte: Editora Artesã.

COMENTE VIA FACEBOOK

1 COMENTÁRIO

DEIXE UM COMENTÁRIO