Dica de leitura: Contribuições de B. F. Skinner para o estudo do desenvolvimento humano

0

O artigo de Bettio e Laurenti (2016), publicado pela Acta Comportamentalia – Revista Latina de Análisis del Comportamiento, buscou sistematizar as principais contribuições de Skinner para o estudo do desenvolvimento humano, para isso foram examinados trechos de vinte livros de Skinner relacionados ao desenvolvimento, do período que vai da década de 1930 a década de 1980.

Resumo: A psicologia do desenvolvimento tem sido uma subárea de interesse da Análise do Comportamento. Considerando que B. F. Skinner estabeleceu as bases da análise comportamental, existem indagações sobre o posicionamento desse autor quanto aos temas estudados pela psicologia do desenvolvimento. Entretanto, Skinner não escreveu um texto no qual compilasse sua visão global sobre o assunto. A concepção dele sobre o desenvolvimento humano está fragmentada em suas diferentes publicações. Com base nisso, o objetivo deste texto é sistematizar as principais contribuições de Skinner para o estudo desse processo. Para tanto, nesta pesquisa, de natureza bibliográfica, foram examinados trechos de vinte livros de autoria de Skinner relacionados ao desenvolvimento, abarcando um período que vai da década de 1930 a década de 1980. Esse exame indica que Skinner estudou diferentes conceitos que constituem a terminologia típica da psicologia do desenvolvimento, dedicando-se mais a alguns deles em certas décadas do que em outras. Ele concebeu, sobretudo, o desenvolvimento como uma metáfora. Por conta dos compromissos dessa metáfora com determinantes internos do comportamento, alerta que seu uso na Análise do Comportamento deve ser cauteloso. O esclarecimento das contribuições skinnerianas a respeito do desenvolvimento poderá abrir novas possibilidades de interlocução com diferentes perspectivas psicológicas desse processo.

Se interessou? Leia e baixe o texto completo:

Acessar

COMENTE VIA FACEBOOK

DEIXE UM COMENTÁRIO