Confira a entrevista com o super Nicolas Brito

0

Por ocasião do II Simpósio Brasiliense de Autismo com Enfoque na Análise do Comportamento tivemos a oportunidade de realizar uma entrevista com o super Nicolas Brito, estudante do ensino médio, coautor do livro TEA e a Inclusão Escolar, que apresentou a palestra: O Processo de Desenvolvimento e Socialização do Autista da Infância à Adolescência.

Confira a entrevista!!

1- Nicolas, assisti a sua palestra no II Simpósio Brasiliense de autismo com enfoque na análise do comportamento e achei surpreendente sua desenvoltura como palestrante, muito diferente do que se observa quando se fala de um autista. O que você acha que foi fundamental para este desenvolvimento?

É porque os meus pais, familiares e amigos me estimulam bastante. E eu também vou em uma escola regular onde tenho vários amigos que conversam comigo!

2- Este evento não foi direcionado somente a comunidade cientifica, mas aos pais e a comunidade em geral que tem interesse neste tema do Transtorno do Espectro do Autismo. Como você avalia este trabalho que você e sua família desenvolvem ao levar informações e experiências sobre o autismo?

Eu acho muito bom esse tipo de trabalho e eu dou uma nota muito boa!

3- Como você avalia o papel do psicólogo neste processo?

Eu também dou uma nota muito boa para eles por que os psicólogos são muito importantes em relações de ajudar os autistas!

4- Qual o maior desafio que você considera no processo de desenvolvimento e socialização do autista?

Ajudar a conviver com o resto da sociedade!

5- Eu soube que você esta escrevendo um livro sobre como funciona a mente de um autista (e sei também que você considera “spoiler” adiantar pra gente um pouquinho sobre o livro), como surgiu essa ideia de escrever o livro?

Foi quando eu estava pensando no livro que a minha mãe escreveu sobre mim e então eu pensei “por que não escrever um livro sobre mim que possa falar pelo menos como funciona a minha mente”?! Por que a maioria das pessoas querem saber, já que o próprio tema é sobre a minha mente!

6- Você tem ficado famoso com entrevistas na televisão, palestras em todo o Brasil, onde você e sua família falam sobre esta trajetória do TEA, além de escrever livros. Como você tem lidado com estas atividades?  Você tem tempo para fazer o que gosta? A propósito, o que você mais gosta de fazer?

Essas atividades de fazer entrevista, eu já devo confessar que eu não gosto de fazer isso, mas eu tenho tempo sim pra fazer coisas que eu gosto e o que eu mais gosto de fazer é imaginar coisas! (mas eu não falo para as pessoas o que eu imagino).

O comporte-se fica imensamente agradecido pela entrevista!!

COMENTE VIA FACEBOOK

DEIXE UM COMENTÁRIO