Análise do Comportamento em The Big Bang Theory

1

The Big Bang Theory é uma série já clássica. Fazendo parte da catalisação da modinha nerd que rola atualmente (“smart is the new sexy“, como diz o personagem Wolowitz num episódio), o seriado tem cenas hilárias recheadas de assunto desse estranho mundinho. Tem de tudo: de física avançada a cosplays tosquíssimos de personagens de quadrinhos, passando por madrugadas do RPG e as dificuldades com relações sociais, tão características do estereótipo nerd.
No episódio “The Gothowitz Deviation”, da terceira temporada, uma das esquetes traz o Sheldon tentando modificar o comportamento da vizinha Penny por meio de reforçamento positivo. Veja:
“Did you? I didn’t notice. Have a chocolate!”

Sheldon não usa apenas reforço positivo no vídeo, mas também punição positiva quando taca água no Leonard – quando fala dos choques “sem dano ao tecido da pele” também está falando de punição. Ele também pune a Penny ao dar aquelas olhadas gélidas que a fazem mudar de comportamento para um considerado adequado por ele, como no momento em que ela levanta para atender o telefone no corredor e ganha mais um chocolate (aí, tendo o comportamento de levantar e ir atender sendo, novamente, positivamente reforçado). 
A parte mais engraçada ocorre no momento em que o Sheldon usa um pouco de modelação (falando com a voz mais grave com a Penny) e aproximação sucessiva (reforçando a cada frase dela) para deixar a voz da Penny mais gutural. Tudo terminando em chocolates. (Ou em sexo, que como reforçador filogeneticamente selecionado, é de um poder danado).
Claro que como mostrado numa série de humor, o processo todo é bem exagerado pra ficar mais engraçado. O processo de condicionamento operante é geralmente mais lento, enquanto no seriado um ou dois chocolatezinhos já têm um efeito visível – na vida real observar a variação da frequência do comportamento demanda um pouco mais de paciência e trabalho. Mas as cenas foram bem didáticas ao retratar os processos descritos pela análise do comportamento. Será que alguém tentou mudar o comportamento de outra pessoa ao ver isso? Bom, se forem tentar me fazer aprender algo, por favor, usem algo que engorde menos que chocolate, porque eu vou dar trabalho… Haja chocolate.
(Mas só pra informar, eu prefiro chocolate meio amargo).

COMENTE VIA FACEBOOK

1 COMENTÁRIO

  1. UFA!

    Sou fã da série e já estava me preparando psicologicamente para debater a “pressuposta” critica ofensiva que inferi ao ler o nome do titulo. Mas tive uma grande satisfação ao ler estas palavras.

    Pois a análise critica foi muito bem elaborada, ao meu ver, é imparcial, fato que é difícil mesmo no meio acadêmico de encontrar.

    Parabéns, se fale de algo.

    :)

DEIXE UM COMENTÁRIO