Genes e Comportamento

2
Autor: Felipe L. Leite
As horas dentro do laboratório tendem a voar quando passeamos por blogs passar devagar quando nos enfurnamos em artigos e coletas de dados. Isso nos dá bastante tempo para reflexões, digamos, não ortodoxas sobre nosso campo de estudo. Na física dizem que uma forma de se avaliar uma teoria é levando ela ao extremo, às últimas consequências, ou meu termo favorito, ao ridículo. O vídeo abaixo, do John Clesse (ex-Monty Python) é um bom exemplo de como ridicularizar o pensamento científico de forma a tornar seu laboratório um lugar mais divertido de se viver (sim, pós-graduandos muitas vezes vivem em seus laboratórios), ao invés daquelas cavernas escuras repletas apenas de gráficos, artigos e pânico do prazo. O vídeo trata da influência dos genes sobre o comportamento. Agora você entenderá por que diabos foi assistir aquele filme horrível do Nicholas Cage mês passado, mesmo sabendo que este seria o caminho mais rápido para uma tentativa de, após a sessão de cinema, você experimentar se conseguiria voar pulando do terraço do shopping. Se divirtam!

COMENTE VIA FACEBOOK

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UM COMENTÁRIO